Sergiev Posad

Sergiev Posad é uma cidade situada a 60 km de Moscovo e pertence ao chamado anel dourado da capital russa. A cidade cresceu em torno de um mosteiro fundado em 1340 por um monge eremita com fama de milagreiro, chamado Sergio (de Radonezh). O mosteiro rapidamente se tornou o centro espiritual da igreja ortodoxa russa da época e, após a morte do monge fundador, este foi nomeado santo patrono da Rússia. Assim, desde o século XIV que Sergiev Posad é um centro de peregrinação para os russos, que vêm aqui prestar tributo junto ao túmulo de São Sérgio.
Resolvemos dar uma espreitadela, numa visita rápida de um só dia, uma vez que a ligação de comboio demora apenas 1 hora e meia. Sabiamos que os comboios suburbanos que fazem esta ligação saem da estação de Yaroslavsky (a mesma de onde partiremos no Transiberiano) e para lá nos dirigimos de manhã, usando o metro. Quando lá chegamos, não foi fácil saber onde comprar os bilhetes certos mas, com alguma preserverança e paciência (pois ainda tivemos de esperar mais de uma hora pelo comboio), lá conseguimos embarcar. Sabiamos que tinhamos de regressar a Moscovo a tempo de ir ao teatro Bolshoi, por isso tinhamos de ser rápidos.
Quando chegamos dirigimo-nos logo à zona do mosteiro. À volta encontram-se jardins salpicados de bancas a vender souvenirs para turistas e peregrinos (provavelmente a preços diferentes conforme o caso!). A catedral com cúpulas azuis (que estava fechada ao público) domina o espaço interior do mosteiro. Padres ortodoxos residentes no mosteiro são alvo dos olhares dos visitantes. Alguns deles são bastante novos e a Carla questionou-se se a igreja ortodoxa exige o celibato dos seus padres! Ao lado da catedral encontra-se a torre dos sinos e uma fonte supostamente milagrosa, na qual os peregrinos enchiam as suas garrafas. Mais abaixo encontra-se a igreja onde está o túmulo de São Sérgio, onde os peregrinos faziam fila.
Depois de comermos qualquer coisa, resolvemos vir embora pois ja se fazia tarde para o nosso regresso. Tive pena de não subir à torre dos sinos (em obras) pois suspeito que foi lá filmada uma cena de um dos meus filmes preferidos, A Casa da Rússia, com Sean Connery e Michelle Pfeiffer. Tenho de o rever para confirmar...

Etiquetas: