Moscovo

Pela segunda vez na cidade dos Kzars. Moscovo voltou a receber-nos de bracos abertos e mostrou-nos que ainda tem muito por desvendar. Desta vez, visitamos varios locais que ficaram para tras na viagem de Abril. Comecamos pelo museu de cosmonautica, um marco na historia russa do sec. XX com replicas e satelites originais usados pelos russos na conquista do espaco. A Ullitsa Arbart foi o nosso ponto de paragem e foi a partir dai que escolhemos o que visitar. Os imponentes edificios moscovitas, as chamadas sete irmas dominam a paisagem russa. Muito ficou por ver (e ficara) em Moscovo, mas nao podia partir desta cidade sem dar um passeio de barco pelo rio Moskba. A cidade ganha outro encanto com o reflexo dos raios solares do fim de tarde.
Ao fim do dia (e antes do rock no metro), um espectaculo de ballet no teatro Bolshoy, um marco na cultura russa e mundial. Assistimos a uma adaptacao de Spartakus junto da elite moscovita. Se nao fossem os nossos trajes reles seriam levados a pensar que eramos turistas americanskis!

No entanto, a verdadeira capital russa expressa-se verdadeiramente quando cai a noite. Os russos passeiam-se (e bebem) nas ullitsas (ruas) e pudemos participar numa festa na estacao de metro, com direito a concerto de rock russo ao vivo. Diria que foi a loucura total!!! Ate o o metro de Moscovo ganha outro encanto! Moskba estara sempre pronta para nos surpreender.





Etiquetas: