САHKT ПЕТЕРБУРГ - San Petersburgo

Lenvantamo-nos com a bruma gelida a pairar sobre a cidade. Estao -2 graus centigrados em San Petersburgo. Tinhamos um percurso pedestre preparado para hoje. Mas, como o proprio verbo indica: TINHAMOS! Ja nao temos! O guia da Russia ficou perdido em Moscovo. Agora vamos ter de improvisar ao maximo para os efeitos nesfastos desta perda serem os minimos!
Resovemos vasculhar as livrarias da cidade. NADA! San Petersburgo, practicamente, nao tem guias em Ingles e os poucos que tem sao de editoras russas. Encontramos uma livraria com guias da Lonely Planet mas, faltava la o da Russia... Comecamos a ver a nossa tarefa dificil. Nao podiamos perder o dia todo nesta busca. Embrenhamo-nos na cidade e fomos a descoberta. E que descoberta!
Comecamos por visitar uma parte da maior avenida da cidade, com mais de 4km, a Nevsky Prospect com os seus palacios, igrejas e edificios do tempo dos czars. De seguida, dirigimo-nos ao Museu Russo. A sua coleccao impressionante de obras de pintores russos e alguns artefactos nao nos deixou indiferentes.

O nosso percurso passou pela Catedral do Sangue Derramado. Esta designacao deve-se a ter sido neste local que Pedro, o grande, foi assassinado. Aqui foi construida, em sua honra, esta catedral. E, provavelmente, o edificio mais emblematico de toda a cidade. O ceu esta cheio de nuvens e a exposicao nao e a melhor. As fotos nao fazem juz a beleza deste local. Teremos que voltar aqui outra vez! O mercado de lembrancas ao lado expoe matrioskys, bonecas russas e chapeus da ex-URSS.
Seguimos para o Hermitage. O palacio, ou melhor o complexo de palacios, e grandioso e ocupa uma area enorme. No entanto, o mais impressionante encontra-se la dentro. Um acervo incalculavel, quer em termos de pintura, escultura, artefactos de diferentes periodos historicos, ou mesmo as partes preservadas do palacio dos czars. Provavelmente, um dos melhores acervos do mundo.
Na Catedral de St. Isaac nao resistimos e subimos a cupula. A vista nao e tao deslumbrante como seria de pensar, ja que as inumeras gruas obtruem a visao. As chamines industriais, espalhadas pela cidade, tambem enegrecem a vista e o encanto. A cidade nunca dorme e no final da tarde resolvemos visitar as galerias mais famosas. O nosso poder de compra e muito baixo por isso trouxemos de lembranca uma pequena boneca russa e deixamos para tras os visons e as joias de ambar!
Comeca a ficar tarde. Temos hoje um espetaculo de opera marcado no Tearto Mariinsky, o famoso teatro kirov. Fizemos reservas pela internet para "O nariz", uma opera baseada na obra homonima de Gogol. Este e um dos contos de San Petersburgo, escritos pelo autor durante a sua vida nesta cidade. Corremos ate ao teatro. Nao queriamos chegar atrasados. Chegamos "on time"! O espectaculo estava a comecar. E que espectaculo. O lugar e deslumbrante, e embora a opera nao fosse fantastica, conseguiu agarrar-nos (embora estivessemos quase a ser vencidos pelo cansaco). O final da noite foi passado nas ruas de San Petersburgo. A vida nocturna e bastante intensa. As pessoas bebem muito. Essencialmente vodka e o cheiro sente-se ao longe. Alguns bares parecem imanar do seu interior um cheiro intenso a petroleo! Tanto homens como mulheres passeiam-se por Nevsky Prospeck de garrafa na mao. So assim se vence o inverno russo.

Etiquetas: